PROGRAMAÇÃO

16 de setembro de 2020 (QUARTA-FEIRA)

9:00 – 10:30 – Painel 1 – O dia a dia dos big bots
Como é a rotina de alguns dos assistentes virtuais de maior escala em atividade no Brasil?  Qual o seu volume de atendimentos? Como é o feito o seu aperfeiçoamento? Quem são e como trabalham os humanos por trás deles?

Fabrício Bindi, diretor de customer insights e inteligência artificial, Vivo

11:00 – 1200 – Rodada de videoconferências
Oportunidade de networking digital com patrocinadores do evento

14:00 – 14:30 – Sessão especial 1 – Dois anos de WhatsApp Business API 
Um balanço sobre o uso do canal no Brasil e as perspectivas para a sua evolução nos próximos meses

Marcos Oliveira, diretor de desenvolvimento de negócios, WhatsApp

15:00 – 16:30 – Painel 2 – O mercado brasileiro de plataformas para construção de bots
A democratização no uso de robôs de conversação no Brasil está acontecendo graças à disponibilidade de plataformas self-service de desenvolvimento de bots. Alguns dos principais players desse segmento debatem suas perspectivas, desafios e modelo de negócios

Roberto Oliveira, CEO, Take
Rodrigo Scotti, CEO, Nama

17h15 – 18h – Case 1 e case 2

17 de setembro de 2020 (QUINTA-FEIRA)

9:00 – 10:30 – Painel 3 – Os robôs que ouvem e falam
A chegada de alto-falantes inteligentes no Brasil com assistentes que conversam em português desperta o interesse de marcas e desenvolvedores. Paralelamente, voicebots que atendem e realizam chamadas telefônicas ganham força para aplicações diversas. Quais os desafios na construção, implementação e gerenciamento de voicebots e ações/skills em assistentes de voz?

Eduardo Santos, diretor de conteúdo e serviços, Samsung
Ricardo Garrido, gerente geral da Alexa, Amazon
Walquiria Saad, country lead de parcerias no Brasil para Google Assistente, Google

11:00 – 1200 – Rodada de videoconferências
Oportunidade de networking digital com patrocinadores do evento

14:00 – 14:30 – Sessão especial 2 – A evolução da inteligência artificial
Uma análise sobre o avanço e o amadurecimento dessa tecnologia usando como exemplo o contínuo desenvolvimento do Watson, da IBM

Wagner Arnaut,  CTO de Cloud & Cognitive, IBM

15:00 – 16:30 – Painel 4 – Os desafios na curadoria de bots
Quais as diferentes técnicas e processos empregados hoje na curadoria de robôs de conversação no Brasil? Quão eficiente é esse trabalho? Quais as tendências para o futuro?

17h15 – 18h – Case 3 – Unidas / Case 4 – Neoenergia

Dante Minucci, gerente geral de TI e novas tecnologias, Unidas
Renato Suplicy, gerente corporativo de estratégia e serviços digitais, Neoenergia

18 de setembro de 2020 (SEXTA-FEIRA)

9:00 – 10:30 – Painel 5 – Legislação para inteligência artificial em debate
O Brasil precisa de uma lei para inteligência artificial? Quais os prós e os contras de se estabelecer uma legislação sobre o tema agora? Quais as diferenças entre os projetos de lei em tramitação no Congresso? Qual caminho outros países estão seguindo?

Eduardo Magrani, advogado, affiliate do Berkman Klein Center na Universidade de Harvard, presidente do Instituto Nacional de Proteção de Dados (INPD), senior Fellow Global do programa de cooperação internacional da Fundação Konrad Adenauer

11:00 – 1200 – Rodada de videoconferências
Oportunidade de networking digital com patrocinadores do evento

14:00 – 14:30 – Sessão especial 3

15:00 – 16:30 – Painel 6 – A importância da diversidade na construção de bots
Quais cuidados têm sido tomados pelo setor para que os robôs de conversação tenham uma linguagem inclusiva? Quanto a diversidade na própria equipe de desenvolvimento de um bot impacta nesse aspecto?

17:15 – 18:00 – Case 5 e Case 6 

ATENÇÃO: A programação do evento está sujeita a alterações sem aviso prévio.

N

Qualidade

Curadoria sob a responsabilidade do editor de Mobile Time, site referência do setor de conteúdo móvel no Brasil

Grandes empresas

Executivos do Facebook, Twitter, IBM, Oracle, Microsoft, Samsung, Vivo, GOL, Coca-cola, Visa, dentre outras empresas, participaram como palestrantes nas três primeiras edições

Networking

Audiência qualificada com mais de 350 pessoas (30% diretores ou em cargos C-level) de variadas verticais da indústria e do setor de serviços

REALIZAÇÃO: